Por que sempre queremos saber o porquê de tudo?

No mercado de renda variável temos diariamente oscilações nos preços dos ativos cotados na Bolsa, isto decorre da natural sistemática do mercado, da volatilidade e liquidez do mesmo.

Nada mais natural. Entretanto, visualizamos sempre pessoas aflitas em busca de notícias e informações acerca da mais recente alta ou baixa diária dos ativos. Esta demanda ainda é maior quando a alta ou baixa é expressiva.

Vemos investidores e especuladores sofrendo estáticos atrás de monitores a cada “tick” positivo ou negativo nos ativos.

- Por que subiu tanto?

- Por que caiu?

Quase que imediatamente os veículos especializados em informação financeira se põem a postos para saciar esta demanda latente. Alguma explicação precisa ser dada e imediatamente.



Normalmente, sempre haverá um ou vários motivos para tal movimentação, que servem tanto para justificar a alta quanto a baixa de determinado ativo.  

Então, por que sempre queremos saber o porquê de tudo?


Simples, quando alguém nos diz o porquê um ativo subiu ou caiu saciamos nossa necessidade humana por respostas. Assim, o mercado de renda variável nos parece mais ordenado, previsível e racional.


Esquecemos-nos, nem que seja por um instante, que o caos emocional e as expectativas do conjunto de investidores é que dão o tom do mercado.

Esquecemos-nos que um fato pode ser interpretado de diversas formas diferentes e gerar tanto uma alta como uma baixa nos ativos.




Será que ganhamos algo nesta incessante busca por respostas das prévias movimentações de preços?

Será nossa tomada de decisão será melhor planejada no futuro?

Creio que não. O estudo, a definição do perfil do investimento, o planejamento da operação, o manejo de risco, as regras de quando comprar, de quando vender são as melhores respostas as inquietações dos especuladores e investidores.  

O especulador (trader) segue o seu sistema de trade, obedecendo a risca as regras de entrada e saída predefinidas. O investidor (buy and hold) segue também seu planejamento e não acompanha variação diária de cotações, está atento aos balanços financeiros.

O mercado é imprevisível, aleatório e extremamente ditado pelas emoções de ganância e medo. O quanto antes aceitarmos com humildade esta realidade e fugirmos do pensamento da maioria perdedora, estaremos aptos a almejar nosso sucesso na renda variável.




Como seguidor de tendências, o porquê da alta ou da baixa não me importam, me importa estar posicionado nas tendências de alta consistentes, fugindo da volatilidade diária, sejam elas decorrentes do que quiserem inventar. 

O fim é o lucro, não o porquê.

Comentários

  1. Se buscarmos as razões para as quedas das ações das empresas do setor elétrico ocorridas hoje, não tem muito mistério... reajuste tarifário promovido pelo governo em conjunto com uma bela histeria dos mercados.
    Tratorou todo mundo, fundamentalistas e grafistas...

    Abs!

    ResponderExcluir
  2. Rubens,

    Realmente o dia de hoje foi marcado pelo pânico.

    Não me surpreenderia nada que amanhã ou depois tivéssemos a correção deste movimento emocional (não estou prevendo nada).

    Além disto, prefiro ficar com minhas operações semanais, com stops manuais e ficar de fora desta grande volatilidade diária e intradiária.

    Abraço,

    ResponderExcluir
  3. Ah eu já virei um adepto do trend following semanal graças seus ensinamentos hehehe
    Abs!

    ResponderExcluir
  4. Valeu Rubens! Forte Abraço e bons trades!

    ResponderExcluir

Postar um comentário



Postagens mais visitadas deste blog

Pedidos de Análise

Desvendando a mente de um seguidor de tendências!

Backtestes